Capa pets
Voltar

Saiba como fazer os primeiros socorros em cães

22
dez 2016
Saiba como fazer os primeiros socorros em cães

Atropelamentos, envenenamentos, queimaduras, engasgo, cortes, falta de ar e até a fratura de uma patinha são situações graves que podem ocorrer com qualquer cãozinho. Acidentes, infelizmente, acontecem, e contar com um conhecimento prévio sobre como proceder nessas situações pode fazer toda a diferença, especialmente na hora de evitar sequelas graves e até salvar a vida dos cães.

Os primeiros socorros nem sempre são realizados em animais com risco de vida. Esses procedimentos devem ser feitos após qualquer tipo de acidente, com o objetivo de estabilizar o quadro, para que um veterinário capacitado possa avaliar posteriormente.

Como alguns acidentes são mais comuns do que outros, especialmente em cães, separamos algumas dicas que podem ajudar você a proceder de maneira adequada para realizar os primeiros socorros. Confira!

Principais tipos de acidentes

Um dos acidentes mais comuns ocorridos com os cães são os atropelamentos. Não é difícil um cão fujão se perder por aí e acabar de encontro com um carro. Os atropelamentos podem lesar tanto os órgãos internos como causar traumas externos.

Situações envolvendo queimaduras e envenenamentos também ocorrem com frequência, especialmente no ambiente doméstico. Infelizmente, não é incomum casos de vizinhos incomodados que querem envenenar animais, ou donos descuidados que, ao tentar proteger a casa de insetos e animais, acabam prejudicando, também, o seu amigão.

O que fazer?

Cada tipo de acidente demanda cuidados específicos. Em todos os casos, o animal deve ser levado ao pronto atendimento veterinário o mais rápido possível para que as medidas sejam tomadas.

primeiros-socorros-cachorros-saude

Atropelamento

Na maioria das vezes não é possível avaliar todos os traumas promovidos por um atropelamento. Por isso, ao identificar o acidente, é preciso ser ágil ao verificar a possível quebra de membros e cortes. Se o animal não estiver desacordado, busque sempre usar uma proteção de uma camiseta ou pano grosso nas mãos. Mordidas são comuns nesses casos e apenas refletem que o seu amigão está com muita dor ou tentando se defender em razão do trauma.Outra dica é improvisar uma focinheira utilizando um cadarço para evitar as mordidas e ataques.

Caso você identifique alguma patinha ou membro quebrado, procure imobilizar a região com um pano limpo. No caso de hemorragia, tente estancá-la utilizando ataduras. Feitos esses primeiros socorros, avise o veterinário antes de seguir para a clínica para que o profissional também possa se preparar para atender a emergência.

 Intoxicação

Alguns cães podem sofrer uma intoxicação alimentar ou, em casos mais graves, envenenamentos.

Dependendo da substância e da quantidade, o animal pode ter as mais diversas reações. Caso o dono verifique a ingestão ou identifique a substância potencialmente tóxica, procure pegar uma amostra e levar ao veterinário. Nos casos de envenenamento, nem sempre é recomendado induzir o vômito do animal, por isso, a recomendação é primeira é ir direto ao pronto atendimento.

Caso o cão tenha contato com a substância ou ela atinja os olhos, é importante lavar com água limpa e abundante.

Se houver convulsões, é importante proteger o cãozinho em um colchão ou edredom para evitar traumas. Se o quadro for de falta de ar, procure deitar o seu cão e deixar o pescoço o mais e esticado possível para ajudá-lo a respirar.

No caso de envenenamento, nem todas as substâncias possuem antídotos e, muitas vezes, o médico veterinário precisará realizar tratamentos sintomáticos, por isso, o atendimento para primeiros socorros deve ocorrer da maneira mais rápida possível.

Queimaduras

Outro acidente muito comum são as queimaduras, que ocorrem bastante no ambiente doméstico. Nesses casos, imediatamente a queimadura deve ser lavada em água corrente e limpa. Nada de aplicar sabão, gelo ou qualquer outro produto sobre o machucado. Depois de lavar bem, cubra com um pano limpo e leve o seu amigão ao veterinário.

Se o acidente acabar levando a uma parada cardíaca, é fundamental que os procedimentos de emergência por um veterinário seja feitos até 20 minutos após o ocorrido.

É importante destacar que, em nenhuma hipótese de acidente é recomendável tratar os cães em casa, pois isso pode aumentar ainda mais os riscos ou até levar ao óbito.

Essas dicas foram úteis para você? Já precisou fazer os primeiros socorros no seu cão? Conte para nós nos comentários abaixo!

Veja também:

Obesidade em Cães e Gatos: saiba como evitar esse problema
Obesidade em Cães e Gatos: saiba como evitar esse problema
Esporte Canino – Flyball
Esporte Canino – Flyball
Cães estressados – Conheça alguns sintomas
Cães estressados – Conheça alguns sintomas
Bebê a caminho? Cachorros e gravidez
Bebê a caminho? Cachorros e gravidez
Geriatria pet: cuidados com animais idosos
Geriatria pet: cuidados com animais idosos

Labovet no youtube

Curta nossa página no facebook

Siga-nos no Instagram