banner-pet
Come back

Como lidar com a ansiedade da separação

26
May 2017
Como lidar com a ansiedade da separação

Como lidar com a ansiedade de separação do seu cão?

Deixar seu bichinho de estimação em casa nem sempre é uma tarefa fácil. Além do coração apertado, você pode ter que lidar com algumas surpresinhas ao retornar: móveis destruídos, xixi no tapete e até mesmo vizinhos reclamando de latidos constantes. Mas fique tranquilo, esse tipo de comportamento, também chamado de ansiedade da separação, é muito comum e pode ser superado com paciência e muito carinho. Confira as nossas dicas!

Entendendo a Ansiedade da Separação

A ansiedade da separação nada mais é que a manifestação de pânico que os pets sentem quando são deixados sozinhos. Como são geneticamente condicionados para viverem em bando, ao serem domesticados, passam a enxergar seu dono como líder da matilha. E é exatamente por isso que acabam sofrendo com sua ausência, já que, instintivamente, acreditam que sua sobrevivência está ameaçada.

Para aliviar todo o sofrimento e estresse, os bichinhos acabam adotando um comportamento destrutivo. Não se trata, como muitas pessoas dizem, de uma “vingança” por terem sido deixados sozinhos, mas, sim, uma demonstração de tristeza.

Como se manifesta?

separacao-blog2A ansiedade da separação se manifesta nos pets por meio de comportamentos que podem ser notados facilmente. É comum que eles, ao ficarem sozinhos, comecem a latir ou chorar, destruir móveis, arranhar as portas, morder ou rasgar objetos e roupas, urinar e defecar em lugares inadequados.  Alguns bichinhos chegam a apresentar esse tipo de comportamento antes mesmo de ficarem sozinhos, bastando perceber ou desconfiar que seu dono está prestes a sair de casa.

Em alguns casos mais graves, os bichinhos demonstram seu sofrimento ignorando qualquer estímulo, deixando de brincar e praticar suas atividades preferidas, parando até mesmo de se alimentar e se hidratar enquanto durar a ausência do dono.

Medidas de prevenção e alívio

O primeiro passo para prevenir o surgimento da ansiedade da separação é oferecer ao seu cãozinho, desde cedo, uma rotina saudável, com atividades físicas, passeios e brincadeiras, bem como um ambiente acolhedor e estimulante. Um local com brinquedos, ossinhos e petiscos ajuda o bichinho a encarar a solidão e todos os seus medos de maneira mais tranquila e positiva.

Além disso, boas práticas, como as listadas a seguir, podem ajudar na superação da  ansiedade da separação, deixando seu amigo mais feliz e você livre de transtornos em casa:

1- Deixe seu cachorro sozinho várias vezes ao dia fazendo pequenas saídas. Comece com saídas rápidas, de cerca de 15 ou 20 minutos, e vá aumentando aos poucos a duração, utilizando sempre o  comando “fica” ao se  afastar do campo visual do bichinho. Assim, ele entenderá que você não o está abandonando e vai se acostumando aos poucos a não ter o dono por perto todo o tempo.

2- Todas as vezes que sair, deixe o rádio ligado e alguns objetos com seu cheiro. Isso, com certeza, deixará seu pet bem mais tranquilo durante a sua ausência.

3 – Outra boa ideia é sempre deixar com seu cão um brinquedo exclusivo para os momentos de ausência. Lembre-se de retirar o brinquedo assim que retornar, fazendo com que seu bichinho associe sua saída a algo divertido. Vale também dar a ele algum petisco especial todas as vezes que for sair.

4 – Ao retornar, não faça festa, não dê atenção imediatamente. Aja de maneira calma e natural, como se nada tivesse acontecido e, só depois de algum tempo, dê o carinho  que seu amigo merece. Dessa maneira, seu cão vai perceber que sua ausência foi algo normal e corriqueiro.

5 – Tenha outro cão. Se seu pet tiver um companheiro, de preferência do sexo oposto, não vai ser sentir tanto a sua falta e irá se divertir muito, deixando sua casa ainda mais alegre.

E se nada disso funcionar?

Se, apesar de seguir as dicas acima, seu cãozinho continuar apresentando sintomas da ansiedade da separação, é recomendável que você procure ajuda profissional. Um bom adestramento, muito amor e paciência, certamente podem resolver de uma vez por todas o problema, acabando com o sofrimento do seu pequeno amigo, e até o seu!

Gostou dessas dicas? Então, não deixe de conferir formas fáceis e muito eficientes de adestrar seu cão e até a próxima.

 

Veja também:

Como lidar com a ansiedade da separação
Como lidar com a ansiedade da separação
Otite Canina – Tratamento e prevenção
Otite Canina – Tratamento e prevenção
Vacine seu cãozinho com Elevencell
Vacine seu cãozinho com Elevencell
Férias! Dicas para viajar tranquilo com seu pet
Férias! Dicas para viajar tranquilo com seu pet
Cuidados especiais com cães idosos
Cuidados especiais com cães idosos

Labovet on youtube

Like our page facebook

Follow us Instagram