banner-pet
Come back

Vacina Antirrábica: saiba o porquê vacinar seu pet

24
Jul 2016
Vacina Antirrábica: saiba o porquê vacinar seu pet

A raiva já é considerada uma doença pouco comum no Brasil nos dias de hoje, o que não significa que os donos de pets devam ficar despreocupados. Mais do que uma doença incurável, a raiva é fatal para o seu bichinho e pode colocar em risco também a sua saúde, já que o vírus da doença é transmissível para seres humanos. Anualmente, é necessário vacinar seu cão ou gato, a fim de manter seu pet e você, é claro, bem longe dessa doença! Quer saber mais sobre a vacina antirrábica e porque dar uma boa atenção a ela? Então continue acompanhando nosso post!

Seu pet livre da raiva
Embora o número de casos tenha sido reduzido consideravelmente no Brasil nos últimos anos, o país ainda conta com uma grande quantidade de animais abandonados que podem multiplicar-se como transmissores. Além disso, mesmo com a redução dos casos, não se pode considerar que a doença foi erradicada no país, como no Japão e Inglaterra, por exemplo. Por isso, é preciso prevenir a fim de preservar a vida do seu animal.
A vacina antirrábica é a única forma de prevenção da doença e deve ser administrada desde que o seu pet é filhote. A raiva é uma doença incurável, letal em 100% dos casos, além de trazer grande risco à saúde humana.

Cães e gatos
Por falta de conhecimento, muitos ainda pensam que a raiva é uma doença exclusiva dos cães. No entanto, gatos também podem ser infectados pelo vírus, embora nos felinos os sintomas sejam um pouco diferentes.
No caso dos cães, existem três tipos de raiva: a furiosa, a muda e a intestinal. A diferença entre elas está no tempo em que o animal é leva ao óbito. Em todos os casos, no entanto, os sintomas são parecidos: salivação e agressividade excessivas, além de mudança de comportamento.
Caso o seu cão busque isolamento e locais escuros, passe a salivar muito e apresentar sinais de agressividade, esses são alertas que indicam a necessidade de buscar um veterinário imediatamente.
No caso dos gatos, é comum que o bichano apresente falta de apetite, hidrofobia, febre e agitação excessiva, além dos sintomas característicos também presentes em cães.

Quando vacinar?

A raiva é um assunto sério e quem ama seu animal não pode deixar de vaciná-lo anualmente, independente das campanhas do governo. A partir dos três meses de idade, a primeira dose da vacina antirrábica já deve ser administrada e daí por toda vida do seu bichinho. No caso das fêmeas, mesmo que estejam amamentando, no cio ou mesmo prenhes, a vacina antirrábica deve ser aplicada.

Hoje, no mercado, já é possível encontrar vacinas múltiplas, ou seja, que ajudam na prevenção de mais doenças juntamente com a raiva, garantindo saúde e segurança na imunização do seu animalzinho.

As vacinas produzidas no Brasil também contam com uma excelente qualidade, representando as mesmas propriedades das que são produzidas fora. Conheça a Vacina Antirrábica para Cães e Gatos Labovet aqui.

Então, agora que você já conhece os riscos da raiva e o porquê deve vacinar seu pet este ano, que tal buscar seu veterinário de confiança?

Gostou dessas dicas? Você já sabia dos riscos da raiva para o seu pet? Tem dúvidas sobre a doença e a administração da vacina antirrábica? Deixe seus comentários abaixo!

 

Veja também:

Obesidade em Cães e Gatos: saiba como evitar esse problema
Obesidade em Cães e Gatos: saiba como evitar esse problema
Férias! Dicas para viajar tranquilo com seu pet
Férias! Dicas para viajar tranquilo com seu pet
Vacina Antirrábica: saiba o porquê vacinar seu pet
Vacina Antirrábica: saiba o porquê vacinar seu pet

Labovet on youtube

Like our page facebook

Follow us Instagram