Blog Pet

Voltar

FÉRIAS! DICAS PARA VIAJAR TRANQUILO COM SEU PET

2019-06-03 16:26:41
Labovet
30
mar2019
viajarcompets

Ah, as férias! Esse momento tão esperado do ano para se descansar e curtir! Para quem tem um animalzinho de estimação, no entanto, essa época costuma vir sempre acompanhada de uma questão: o que fazer com seu amigão?

As opções são várias, porém é necessário planejamento e alguns cuidados. Para você viajar tranquilo, com ou sem a companhia do seu pet, preparamos algumas dicas de como se organizar.

Deixar seu pet em casa

Dependendo do pet, a melhor opção é deixá-lo em casa durante a viagem de férias. Cães arredios e pouco sociáveis podem dar trabalho em um ambiente estranho e acabar com o sossego dos donos. Da mesma forma, gatos em geral são resistentes à mudança de local e ao transporte. O temperamento do seu animalzinho e sua capacidade de adaptação devem sempre ser levados em conta antes de decidir deixá-lo ou não em casa.

Para quem vai viajar de férias sem seu bichinho, é preciso contar com a ajuda de amigos, parentes ou mesmo vizinhos para a alimentação e demais cuidados. Antes de ir viajar, deixe com o responsável a ração para o período já comprada, e também, por escrito, todas as recomendações, horários e cuidados que devem ser tomados com seu pet.

Independentemente de ser um cão ou um gato, a visita diária deve considerar não apenas a alimentação e higiene, mas também a atenção e o carinho, para que seu pet não se sinta abandonado ou sozinho.

Pet Sitter

Você também pode considerar a contratação de um Pet Sitter. Algumas empresas contam com profissionais especializados, porém por se tratar de um serviço relativamente novo no mercado, sempre é bom pegar algumas referências antes de contratá-lo.

Seu pet em um hotelzinho

Os hotéis para animais são indicados para pets sociáveis e que aceitem bem as mudanças de ambiente.
É importante escolher bem o local e, preferencialmente, visitá-lo antes da viagem de férias. Confira de perto as instalações e certifique-se de que seu pet não ficará confinado em gaiolas, o que fatalmente o deixará bastante estressado. Procure também a indicação de amigos e conhecidos que já tenham usado a hospedagem para seu animal de estimação.

Outra dica importante é que o hotel funcione no mesmo local de uma clínica veterinária, ou que tenha convênio com alguma. Assim, se ele precisar de algum cuidado médico durante a hospedagem, ou até banhos e tosas, você poderá ficar tranquilo na sua viagem de férias, sem se preocupar com o deslocamento do seu pet para esses serviços.

Em geral, os hotéis exigem que, no check-in, o animal esteja saudável, com as vacinas em dia e vermifugados.
É necessário que o bichinho esteja castrado e um banho e a aplicação de produtos antipulgas na entrada e na saída é sempre recomendada!

Quando for deixar seu amigão em um hotelzinho, leve seus objetos junto, tais como comedouro, bebedouro, caminha e a ração com a qual ele está acostumado. É importante fazer com que a mudança não seja tão brusca. Também combine com os donos do hotel os horários para a refeição e lazer, obedecendo à rotina que seu bichinho tem em casa.

Levar na viagem

Se você pretende levar seu animalzinho na viagem, o primeiro passo é verificar se o destino também aceita animais. É recomendado, também, que seu bichinho tenha um temperamento sociável, já que a viagem certamente irá colocá-lo em contato com outras pessoas e pets.

O segundo passo é avaliar a logística e pensar em um transporte adequado e seguro. Em diversos pet shops, é possível encontrar caixas adequadas para levar seu animalzinho para qualquer lugar. Caso o transporte seja feito de carro, não deixe seu bichinho solto no banco de trás. Além de ser perigoso para ele, você pode tomar uma multa. Use sempre o cinto de segurança adequado para seu pet. Também lembre de levar todos os pertences dele, como bebedouro, comedouro e caminha.

Verifique se as vacinas estão em dia e, caso o período das suas férias seja no inverno, não deixe de vacinar seu animal com a vacina para a gripe canina. Um kit de primeiros socorros também pode ajudar.

No local, deixe que ele explore ao máximo o espaço para que possa se familiarizar com o novo ambiente. Quanto mais rápido se adaptar a mudança, menores são as chances de sofrer alterações como perda de apetite ou mudança de humor.

Uma coleira de identificação contendo o nome e telefone para contato também deve ser providenciada e pode evitar a perda do animal. Para colocar o pé na estrada tranquilo, planeje e avalie todas as possibilidades. Depois é só curtir as férias!

Gostou dessas dicas? Se você já viajou com seu pet, compartilhe suas experiências e conte para nós como foi essa experiência.