fbpx

Blog de grandes animales

Volver

HIPOVITAMINOSES EM ANIMAIS DE GRANDE PORTE: SINTOMAS E MEIOS DE SUPLEMENTAÇÃO

2019-06-21 16:48:02
Labovet
31
May2019
hipovitaminose-blog

As vitaminas são micronutrientes essenciais na dieta de todo ser vivo, tendo intensa atividade biológica e participando, também, na mobilização e no metabolismo da matéria e da energia. Elas são moléculas orgânicas de estruturas complexas, encontradas naturalmente nos alimentos e diferem entre si pela estrutura química, função fisiológica e distribuição dos alimentos.

As vitaminas são requeridas em quantidades muito pequenas nas dietas de bovinos, porém há casos em que os animais de grande porte podem não absorver a quantidade exata na nutrição, e isso acarreta em algumas deficiências no organismo, que culminarão em queda da produtividade, além de doenças metabólicas graves.

Desse modo, neste artigo vamos apresentar algumas das principais características das vitaminas, além dos efeitos de hipovitaminoses em animais de grande porte. Acompanhe!

Vitamina A: vitamina de maior importância para bovinos

A vitamina A apresenta maior importância prática para animais de grande porte, como os bovinos, sendo essencial para o crescimento e reprodução (formadora da espermatogênese), além de ser essencial para a manutenção dos tecidos epiteliais, visão e crescimento ósseo.

A queda na imunidade é um dos problemas principais relacionados à deficiência de vitamina A. Animais de grande porte deficientes desta vitamina podem apresentar perda de apetite, retardamento do crescimento, dificuldade reprodutiva, cegueira noturna, infecções no aparelho respiratório e crescimento anormal do tecido poroso dos ossos.

Vitamina D: aumenta a absorção intestinal

Como função primária, a vitamina D aumenta a absorção intestinal, além de auxiliar na mobilização, retenção e deposição óssea do cálcio, sendo, portanto, responsável pela absorção do cálcio na dieta.

Desse modo, a carência de vitamina D, associada ou não ao desequilíbrio na ingestão de cálcio e fósforo, é responsável pela desmineralização dos ossos. Além disso, a diminuição do apetite, com consequente perda de peso e atraso de crescimento, é outro fator que indica a hipovitaminose da vitamina D.

Vitamina C: formadora do tecido conjuntivo, ossos e cartilagens

A vitamina C atua na formação e manutenção do tecido conjuntivo, ossos, cartilagens e dentina, além de ter ação imunoestimulante. Tal vitamina é indicada para aumentar as defesas orgânicas, nas convalescenças das doenças infecciosas, na toxicose gravídica, e no aleitamento, como medicação auxiliar.

Hipovitaminoses C, provocadas por defeitos na síntese dessa substância pelo organismo caracterizam o quadro de escorbuto, que resulta em perda de peso, apatia, fadiga, dores nas articulações e musculatura, além de anemia e fragilidade óssea.

Vitamina E: atua em diversas vias metabólicas do organismo

A vitamina E está relacionada com diversas funções no organismo, tendo a ação antioxidante a mais importante, pois inibe a peroxidação dos ácidos graxos poli-insaturados presente nas membranas celulares.

Além disso, a vitamina E auxilia na manutenção estrutural e na integridade de músculos (esqueléticos, cardíacos e lisos) e sistemas vasculares periféricos, além de atuar na resposta imune do organismo. Há, também, uma inter-relação entre a vitamina E, o selênio e aminoácidos sulfurados, com forte participação em diferentes sistemas metabólicos.

A hipovitaminose E acarreta em diversos transtornos no crescimento, além de degeneração da musculatura cardíaca e esquelética, testicular e oxidação da gordura corporal. Sua deficiência também pode levar à doença do músculo branco em animais de grande porte jovens, que é caracterizada pela calcificação anormal dos músculos.

Tanto a distrofia muscular como a doença do músculo branco são prevenidas pela correta suplementação intramuscular de doses da vitamina E.

Vitamina K: indispensável para a manutenção da coagulação do sangue

O termo vitamina K é usado para definir um grupo de substâncias com efeito anti-hemorrágico. A vitamina k tem como função estimular a produção final de protrombina, que é um componente essencial no processo de coagulação sanguínea.

Deficiências naturais de vitamina K são raras em mamíferos, porém, quando ocorrem, observa-se um aumento no tempo de coagulação no sangue. Desse modo, a suplementação intramuscular ou intravenosa desta vitamina funciona como um acelerador da formação de protrombina do sangue, aumentando a velocidade da coagulação.

Vitamina B1: também conhecida como tiamina

A vitamina B1, também conhecida como tiamina, é transformada por fosforilação na sua forma ativa, em cocarboxilase (pirofosfato de tiamina), que intervém no metabolismo normal dos glicídios.

O acúmulo de ácido pirúvico e lático no sangue e nos tecidos se origina quando há carência de vitaminas B1. Além disso, a carência de vitamina B1 pode provocar, nos animais de grande porte, anorexia, fadiga, perda de peso, dores musculares, cãibras e debilidade muscular geral, além de polineurite e inapetência em felinos e equinos.

A sua suplementação via administração intramuscular faz-se essencial para a redução destes sintomas causados pela sua hipovitaminose.

Vitamina B12: sua ausência causa, principalmente, atraso do crescimento

Também conhecida como cobalamina, a vitamina B12 está envolvida em muitas funções, estando inter-relacionada com vários nutrientes, tal como o ácido fólico, ácido pantotênico, colina, metionina entre outros.

A vitamina B12 é essencial para a maturação dos eritrócitos (hemácias), o que a torna bastante eficaz no tratamento das anemias macrocíticas e perniciosas.

De modo geral, a hipovitaminose B12 ocasiona atraso no crescimento, resultado do mau aproveitamento dos alimentos. Também pode ocasionar incoordenação de movimentos, ataxia e anemia em casos mais graves.

A suplementação desta vitamina é realizada por via intramuscular, sendo indicada como revitalizador e restaurador das forças durante a fase de crescimento e convalescência nas perdas de peso e apetite.

Vimos algumas das características que as vitaminas possuem, além das suas respectivas deficiências. Caso você queira saber mais informações sobre estas vitaminas (e outras) ou admitir suplementos vitamínicos, entre em contato com nossos profissionais e até a próxima.