fbpx

Blog Pet

Voltar

CÃES VERSUS HUMANOS NA QUARENTENA

2021-05-05 16:13:31
Labovet
05
maio2021
capa pets na quarentena

Mudanças na rotina causam ansiedade em humanos e animais. A pandemia de COVID-19 mostrou isso para todos nós. Mas você já se perguntou como isso afetou seu cachorrinho de verdade? Os cães são muito apegados à rotina e nós vamos te contar no texto a seguir como eles podem ter encarado tudo isso.

A situação da pandemia

Chegamos em uma situação de nossas vidas na qual nunca imaginamos que estaríamos. Trancados dentro de casa, evitando sair o máximo possível, longe da família, dos amigos e presos a uma interação social limitadíssima. Para muitos parece que até está sendo fácil, mas no fundo sabemos que não é bem assim.

Agora você entende como é a vida do cão que fica em casa o dia inteiro sozinho só esperando seu tutor chegar. Para ele, aqueles 15 segundos de atenção quando a ansiedade toma conta é o melhor momento do dia. 

Os cães sempre tiveram necessidades básicas que foram ignoradas por nós, até recentemente. Talvez “ignoradas” não seja a melhor palavra, pois a informação não está tão disponível assim. Algumas dessas necessidades são: suprir seu comportamento natural de caça, farejo, destruição, gasto de energia física e mental; interações sociais e uma boa comunicação; e o convívio no meio em que vive. 

A comunicação faz parte, sim, das necessidades básicas dos cães além de ajudar a promover seu bem estar, pois uma mente que não se comunica bem facilmente se torna uma mente ansiosa. 

E como está sendo a vida dos cães no meio dessa quarentena? Confusa, ansiosa, estressante. Cães são muito ligados à rotina, a nós e às nossas energias. Se estamos confusos, eles também ficam confusos. Se estamos ansiosos, eles também ficam ansiosos. E quando nós mudamos a rotina de um cão que era muito ligado a ela, tudo vira de cabeça para baixo. A ansiedade e o estresse vêm à tona, e tudo pode explodir em forma de problemas comportamentais. 

 

Ansiedade em cães

Mas por que essas mudanças na rotina causam ansiedade? Porque os cães estão vivendo o agora, e todo o desconhecido que acontece causa ansiedade. Podemos chamar de “medo do novo”. Medo de não saber o que vai passar. E isso nos atinge também, sabia?! Quando você não sabe se seu chefe te chamou porque vai ser promovido ou dispensado, por exemplo. Do mesmo modo que não é fácil para nós, imagina para os peludinhos. Para diminuir esse estresse e ansiedade, precisamos trabalhar a comunicação. Precisamos dar uma rotina enriquecida a eles, com atividades que não apenas trabalham o físico, mas a cabeça também. 

Você deve estar se perguntando o que comunicação tem a ver com problemas comportamentais, bem estar e qualidade de vida dos cães. Acontece que, nós e eles, possuímos linguagens completamente diferentes. Tanto, que muitos comportamentos inadequados do cão, no nosso ponto de vista, não passam de comportamentos considerados naturais para eles. Por isso precisamos dar atenção à comunicação, pois além de aprendermos como nossos pets se comunicam e como devemos nos comunicar com eles, entendemos o que os cães precisam parar suprir suas necessidades básicas, a fim de ter uma boa qualidade de vida.

Preocupe-se caso seu cão esteja dormindo o dia inteiro, ou esteja desanimado o dia inteiro e preocupe-se caso ele não queira sair da sua cola o dia inteiro. Se precisarmos diminuir ou até cortar os passeios, essa mudança precisa ser compensada de alguma forma para que as consequências não sejam astronômicas mais tarde.

Da mesma forma, um dos maiores problemas que a quarentena pode provocar futuramente é uma síndrome chamada ansiedade por separação. Em síntese, é quando o cão tem problemas emocionais em ficar sozinho. Alguns latem, uivam, destroem coisas pela casa, arranham a porta, se mutilam. Os cães já têm um apego emocional imenso por nós, e isso pode se tornar um problema muito grande quando grudamos neles incessantemente. Quando tudo finalmente acabar, eles dificilmente vão saber lidar com isso. 

Dicas 

Os cães são excelentes companhias para nós, ainda mais nesse momento. Entretanto eles, assim como os seres humanos, precisam suprir suas necessidades básicas e precisam de nós nesse momento difícil. Uma das melhores coisas que você pode fazer pelo seu cão nessa situação é ensiná-lo a ficar sozinho, mesmo com você por perto. 

Ensine-o a brincar sozinho, aproveitar momentos sozinho,  a se comunicar com você. Ensine-o como gastar energia física e mental dentro de casa e ensine-o, melhorando a sua rotina, a acima de tudo viver uma vida feliz. Tenho certeza de que, assim, ele vai te ensinar como é bom cuidar de alguém que amamos.

 

Saiba mais sobre como cuidar do seu cãozinho no nosso blog

 

Autora: Camila Catharina Schmitz Hermes (Médica Veterinária e Adestradora de Cães)

Instagram: @camilaekoda

Criadora de conteúdo e dos cursos online: “Xixi Errado Nunca Mais”; “Educação para Filhotes” e “Meu Cão Equilibrado”.