fbpx

Blog Pet

Voltar

DIARREIA EM GATOS

2022-05-23 18:14:54
Labovet
23
maio2022
CAPA_blog_-___pet_-_diarreia_em_gatos

Algumas situações inesperadas acontecem e doenças podem surgir, acometendo os felinos e causando alguns desconfortos.

Todo cuidado é necessário para evitar que a diarreia comprometa o bem-estar deles, ocasionando fraqueza e desidratação.

A melhor maneira de evitar esses descontentamentos é com a observação, principalmente em relação ao comportamento e a alimentação do pet.

Procurar um Médico Veterinário para avaliar e orientar sobre o tratamento e os cuidados com o gatinho, é sempre a opção mais sensata.

Afinal, o que é a diarreia?

A diarreia é o aumento do volume das fezes com a diminuição da consistência e aumento na frequência de evacuações, caracterizada por apatia visível no animal.

Sendo um dos sinais clínicos mais comuns em felinos que possuem alguma alteração intestinal ou até mesmo verminose, ela acarreta numa perda significativa de líquidos corporais.

Além disso, vômito e perda de apetite normalmente andam juntos com a diarreia, seja ela aguda ou crônica. Por isso, é imprescindível ficar atento(a) aos sintomas que o seu bichinho manifestar, e caso necessário, buscar por um profissional da saúde.

Fatores que predispõem o aparecimento de diarreia em gatos

Bactéria – Algumas bactérias como Enterobacter, pertencente à família Enterobacteriaceae, Salmonella e Escherichia Coli podem afetar o sistema gastrointestinal, ocasionando a indigestão.

Alimentos– A alimentação dos bigodudos precisa ser específica para eles, isso porque alguns itens da alimentação humana podem causar diarreia nos pets, como por exemplo, os mais gordurosos. Ou então os que possam causar alergia, como algumas proteínas (carne, frango e atum) aos felinos alérgicos.

Leite– Embora muitos achem válido dar leite aos gatinhos, não é recomendável. Isso porque os gatinhos, após o desmame, diminuem a produção da lactase, enzima que faz a digestão da lactose, o açúcar presente no leite, dessa forma a digestão fica comprometida, podendo ocasionar diarreia e quadros de gastrite.

Mudança de rotina– Os felinos sentem a mudança e muitas das vezes têm diarreia como resposta a não adaptação da nova rotina, como por exemplo, troca de ração e viagens, muita cautela ao realizar essas mudanças.

Verminoses– Também conhecidas como helmintoses, são doenças provocadas por helmintos que vivem no interior do hospedeiro, os principais são Toxocara cati, Toxascaris leonina, Ancylostoma tubaeforme e Dipylidium caninum, esses parasitas podem viver em diferentes ambientes, como terra, água ou até mesmo dentro de outro organismo. Eles costumam se alojar nas paredes intestinais, ocasionando diarreia, vômito, febre, apatia e, algumas vezes, fezes sanguinolentas e até mesmo pelagem seca e áspera no pet.

Como evitar o aparecimento de diarreias em felinos

Sem sombra de dúvidas, a higienização, observação e vermifugação são os principais pilares para evitar que o pet tenha diarreia.

Manter a caminha limpa, bem como alimentação e água bem tratadas, já é um bom caminho para evitar a proliferação de parasitas indesejados que podem acometer o intestino felino, provocando alguns sinais clínicos, como a diarreia.

O recomendável é trocar a ração e água do pet ao menos duas vezes por dia, assim ele terá alimentação saudável e fresquinha, além disso, é necessário atentar-se à alimentação e evitar dar comida de humanos.

Observar cada passo do pet é indispensável para que ele fique protegido e seguro, a rua oferece perigos de contaminação, por isso, não deixe o seu felino solto pelo bairro e converse com um Médico Veterinário para saber qual a melhor forma de administração de vermífugos para o seu amiguinho.

O Labovet possui o VermKill Plus, vermífugo de amplo espectro no controle de vermes.