fbpx

Great Animals Blog

Back

SAIBA QUAIS SÃO OS CUIDADOS PARA QUE SUA VACAS PRENHAS TENHAM UMA GESTAÇÃO TRANQUILA

2019-06-21 16:52:50
Labovet
29
May2019
vacaprenhe-blog

A cadeia produtiva do leite exige dos produtores que estes realizem atividades com máxima eficiência, buscando sempre a maior produtividade na atividade. Neste contexto, a reprodução é a parte mais importante na garantia desse sucesso (ou na iminência do fracasso): enquanto vacas prenhas darão leite e bons bezerros, vacas vazias darão prejuízo!

A produtividade de vacas engloba um conjunto de atividades que se completam, e a mais importante delas é a gestação. Uma vaca que tenha uma gestação tranquila, sendo bem monitorada/manejada e que consiga amamentar seu bezerro com eficácia é a principal garantia do sucesso reprodutivo do rebanho.

Sendo assim, é essencial que, na sua propriedade, você tenha os devidos cuidados com essa fase tão importante na vida das vacas, conhecendo todo o ciclo reprodutivo delas, deste a inseminação até os cuidados pós-parto.

Preparação da vaca para a gestação

Antes de pensar em ter vacas prenhas, você deve, primeiro, prepará-las para apresentem cio e sejam inseminadas ou cobertas por um touro. Para garantir taxas de prenhez elevadas você deve preparar as vacas na gestação anterior!

Isso mesmo! O início da gestação de uma vaca depende da sua gestação anterior. Uma vaca que teve uma secagem eficiente e não teve problemas no parto (como retenção de placenta ou doenças metabólicas) certamente terá maiores condições de entrar em cio e emprenhar com maior facilidade.

Além da preparação fisiológica das vacas é importante, também, que sejam realizados exames ginecológicos completos, que garantirão a saúde para a gestação.

Importância da nutrição na fase gestacional

Certamente, você que trabalha no campo sabe que uma alimentação balanceada é primordial para o sucesso de qualquer atividade. Para vacas prenhas, a situação não é diferente, e a alimentação se faz ainda mais importante para uma boa gestação e amamentação.

Uma alimentação que atenda todas as exigências nutricionais das vacas fará com que elas produzam bezerros mais fortes, leite em quantidade e qualidade superiores, além de estar mais bem preparadas para a próxima gestação.

Por outro lado, uma vaca que receba suplementação deficiente em vitaminas, proteínas e minerais pode resultar em desenvolvimento fetal com algum comprometimento, além de produção leiteira menor e um aumento das taxas de mortalidade do rebanho – fatores que podem comprometer todo o sistema.

A alimentação é importante durante toda a gestação da vaca, porém é consenso entre veterinários e zootecnistas que, no terço final da gestação, a alimentação é ainda mais significativa. Veja o motivo a seguir!

O terço final da gestação

O sucesso reprodutivo do rebanho passa pelo melhor acompanhamento do terço final da gestação. É neste período que você deve redobrar os cuidados promovendo a secagem da vaca, momento em que ela terá sua produção de leite interrompida, dando um “descanso” para a glândula mamária para a próxima lactação.

A secagem da vaca deve ser realizada aproximadamente 60 dias antes do parto com o uso de antibióticos intramamários e diminuição do concentrado na ração.

Certamente, essa fase final da gestação é muito mais estressante para a vaca, pois o feto cresce muito (cerca de 50% nos últimos 3 meses) e ela, naturalmente, come menos, podendo perder peso. Em situações com nutrição deficiente, o bezerro pode não ter o crescimento ideal (não se recuperando totalmente durante sua vida) e a vaca pode ficar muito magra para a lactação e gestação seguinte.

Uma suplementação bem balanceada na ração com minerais, vitaminas e proteínas é a solução ideal, sendo a garantia de boa produção de leite, bezerro e vacas saudáveis.

Tenha cuidados especiais com a saúde de suas vacas prenhas

Além de uma alimentação eficiente e que atenda as necessidades das vacas prenhas, é muito importante, também, que elas estejam livres de enfermidades, que podem, até, provocar abortos.

Geralmente, eles ocorrem devido à ação de bactérias, vírus e outros agentes infecciosos causadores de brucelose, diarreia viral bovina e uma infinidade de outras doenças com caráter abortivo. A vacinação e a higiene das instalações são as medidas mais eficazes neste sentido. Dê atenção a esse fator!

Assim como ocorre com a nutrição, os 90 dias finais da gestação também devem receber atenção especial do ponto de vista da sanidade. Estudos indicam que vacas passam por mudanças fisiológicas e metabólicas 30 dias depois do parto, e um pré-parto ineficiente contribui para que os impactos negativos na produtividade sejam ainda mais evidentes.

Cuidados com o período pós-parto e de transição em vacas

Os 60 dias finais da gestação mais os 30 dias pós-parto compreendem o chamado Período de transição. A transição inicia-se com um período de pequenas exigências metabólicas (período seco) para um de grandes demandas para produção de leite e de colostro no início da lactação (30 dias pós-parto). Agregado a isso, as vacas passarão por intensas mudanças hormonais em função do parto e do princípio da lactação.

Dessa forma, fornecer uma dieta bem balanceada e adequada às exigências de cada período, manter as vacas em ambientes limpos, promover a minimização ao máximo do estresse e, principalmente, provê-las do maior conforto possível são medidas fundamentais para a garantia do bom manejo durante essa importante fase.

Como vimos, a gestação de vacas engloba diversas atividades desde a preparação fisiológica destas, passando pela nutrição, sanidade e conforto, que resultam em bezerros saudáveis e boa produção leiteira. Suas exigências mudam a cada período, e você deve estar atento a isso para que as vacas prenhas tenham uma gestação tranquila.

Mas lembre-se, o serviço em fazendas de gado nunca para, então, antes da vaca parir seu bezerro, já comece a prepará-la para a lactação e posterior gestação. Sua produtividade depende disso!

Você tem muitos problemas com vacas prenhas? Em qual momento? Conte com os medicamentos da LABOVET para garantir a saúde do seu rebanho, e, se ficou com alguma dúvida sobre a gestação de vacas, escreva pra gente pelos comentários.